Estilo e decoração. Há muito mais estilos entre o clássico e o moderno do que sonha o nosso conceito de decoração… Quase parafraseando o célebre e imortal  Shakespeare,  o post de hoje abre uma nova janela  para falar de estilo e decoração  sob o olhar Double K. Bom gosto e bom senso, por exemplo, são por si só um estilo. Como assim? ” Para mim, mesmo sem um projeto um ambiente pode ter estilo. O bom senso dita a harmonia da decoração com móveis soltos e objetos legais, na medida exata. O bom gosto leva às combinações certas e, a soma dos dois dá vida à um estilo básico, por assim dizer”,   opina a decoradora Karla Silva.

 

O olhar Double K  vai além. Se estende  pelo universo particular de uma casa, onde é possível criar o estilo próprio. Com certeza!  Quando se tem uma bagagem cultural, móveis com valor afetivo ou de  família, podemos transformar  o nosso “canto” em um espaço totalmente personalizado, um lugar que guarda história e sensações. E por que não fugir dos rótulos e criar o seu estilo?  O despojado talvez… se este for o seu jeito de ser . Inovar, reciclar, transformar. A decoração  permite este movimento, ainda mais quando o resultado é a valorização do ambiente. “É normal isso acontecer. Damos preferência  para o que realmente faz  diferença, como uma peça  assinada por um design conhecido ou uma peça chave de alguma época. Gostamos e respeitamos bastante tudo o que reforça a  personalidade do cliente no projeto”, garante a arquiteta Priscila Koch.

 

Estilo predefinido

 

Sim, vamos falar dos estilos predefinidos também. Moderno, clássico, rústico e contemporâneo  são imbatíveis e tem  seus fiéis seguidores. Beleza e elegância eternas.

No moderno, as cores  vivas, tecidos sem muitas estampas, móveis retos e pouca decoração. No caminho inverso, vem o  clássico. Tão nobre quanto suas cores neutras, bege, branco, e cinza, estampadas em tecidos mais pesados, encorpados. Os móveis rebuscados e os muitos adornos  fazem deste estilo sinônimo de imponência.

No rústico, tudo é mais pesado. Desde os móveis  que passeiam pela madeira, couro e  fibras naturais aos tecidos de linho e às peças decorativas.  Já no estilo  contemporâneo, as cores são neutras, os tecidos são leves e as  estampas suaves. Perfeitas para os  móveis com linhas mais limpas , que apesar de super charmosos não interferem no conjunto da obra. As peças decorativas são poucas. Menos é mais?  Sempre!  ” O contemporâneo é o nosso estilo preferido e, às vezes, pontuamos o projeto com pitadas clássicas, para dar uma quebrada e  sair do comum”, revela a dupla da Double K, Karla e Priscila que compartilham do mesmo  olhar para  projetos de interiores.

 

estilo e decoração . Projeto Doublek mescla de estilo contemporaneo e classico restaurante sangiovese

Projeto Double K

 

Vale mesclar estilos? Claro que sim! Até porque a maioria dos lares  são  compartilhados por mais de uma pessoa. É natural que todos se reconheçam, de alguma forma, nos ambientes da sua própria casa. “Mas para não errar a mão e perder a harmonia é importante eleger um estilo predominante, que seja mais leve, e aplicar um outro em  doses menores, como um charme a mais para a decoração”, sugere Karla. Palavra de quem sabe o que faz!

 

Estilo e decoração. Projeto doublek restaurante Café Bistro mistura de estilos rustico e clássico

Projeto Double K

Estilo e decoração. Projeto doublek restaurante Café Bistro mistura de estilos rustico e clássico

Projeto Double K

 

Moda e decoração

 

Do closet para a sala. A estampa do casaco Chanel escorregou, elegantemente, da passarela  para  a poltrona. Definitivamente, moda e decoração não se separam mais. Um casamento promissor! Nesta estação foi o Pied de Poule, a febre na casa e nas  roupas, não à toa estampou vitrines de grifes  como  Dior.  E prepare-se, porque outra estampa que  vai ser a cara do verão nos desfiles e nos projetos de interiores é a Ikat.

 

Estilo e decoração Pied de Poule na moda e na decoração tendência

Pied de Poule

 

Estilo e decoração. O Olhar Double K

 

O que está por vir? ” O Clássico está  em alta, principalmente os boiseries. As cores vibrantes são tendência, elas chegam para marcar presença. Apostamos no  vermelho sem medo de ousar, padronagens como Ikat,    já que as  geometrias estão super cotadas.  As peças  decorativas  ganham espaço com o mercado chinês e ficam mais tangíveis. Vale investir em luminárias, louças e pequenos móveis complementares”, indica Priscila.

E arte, muita arte! ” Nós amamos arte e se pudéssemos encheríamos  as paredes. Gostamos  de quadros, relevos, fotos e esculturas . Mas, se não for uma obra original, que seja uma cópia com graça e que não queira se passar por arte. Aí tudo bem.  O segredo está em como usar cada peça, cada tema no local adequado”,  finaliza a dupla Double K com esta dica de ouro!

 

Estilo e decoração.Projeto doublek obras de arte quadros relevos fotos esculturas

Projeto Double K

 

E você, qual o seu estilo? Como seria sua casa hoje? Comente conosco!